Não consegue montar sua taplist? Siga essas dicas infalíveis para criar seu menu de chopp

Montar uma taplist ou um menu de chopp pode ser uma tarefa desafiadora, ainda mais para os donos de bares indecisos. E faz sentido ter essa preocupação, porque a partir do momento que você dá preferência para um estilo de chopp, automaticamente você está excluindo outro, e com isso vem a possibilidade de que o chopp excluído poderia ser a melhor opção.

Para resolver essa questão, existem algumas dicas que vão ajudar você escolher o melhor caminho. É claro que determinar um cardápio de chopp ideal vai variar muito, porque é necessário considerar uma dúzia de coisas. E também tem a questão de que o chopp pode estar sujeito à disponibilidade regional.

Mas, tirando todos esses fatores, vamos ajudar você a montar uma taplist que agrade todos os gostos (ou pelos menos para a maioria deles) e – mais importante – o que isso pode significar para os lucros do seu bar.

A regra de ouro para montar sua taplist é entender seu cliente

Todos os bares possuem seu público-alvo e essas pessoas podem ser muito diferentes uma das outras. É por isso que fica muito difícil montar uma taplist que seja boa para todos. Porém, se a gente voltar um pouquinho e pensar bem, existem apenas três “tipos” de clientes: o bebedor “casual”, o bebedor “artesanal” e o “bebedor nerd”. 

Construir sua taplist ou lista de chopp para atrair cada grupo é o seu objetivo. Queremos encontrar aqui o equilíbrio necessário para que eles voltem consumir seu chopp, não apenas para outra rodada, mas para virarem clientes fiéis. Vamos detalhes o perfil desses consumidores de chopp:

  • Casual – aprecia um chopp geladinho, pilsners, cervejas artesanais comuns e cervejas mais leves
  • Artesanal – procura cervejas com alto teor alcoólico de ABV (álcool por volume), como IPAs e sabores únicos
  • Nerd – geralmente entra e lê todas as listas de cervejas antes de fazer o pedido. Esse grupo único busca as opções raras e incomuns… azedo envelhecido em barris e stouts.

Dividir as suas torneiras para satisfazer todos esses grupos é a maneira perfeita de introduzir novos chopps e agregar valor ao seu bar. Mas como fazer isso na prática?

Modelo de taplist para um bar com 14 torneiras

Independentemente do tipo de chopp que você escolhe vender, existe um modelo básico que vai garantir que você tenha algo que agrade todos.

Dentro de cada um desses tipos de chopps, existem centenas de ótimas opções e várias maneiras de garantir que você esteja servindo o chopp que as pessoas desejam. 

Torneira 1 

IPA. A gente diria para você apostar na ‘Best of Show’, considerada a melhor IPA do Brasil em 2008. Mas nada impede de escolher algo mais local, e inclusive recomendamos que suas taplist seja local. 

Torneira 2

Pale Ale. Aqui seria sábio escolher uma Pale Ale em direção inglesa, porque a última coisa que qualquer bar precisa é de outra IPA que se disfarça de cerveja pálida. 

Torneira 3

Saison. Esse é um dos estilos mais clássicos e versáteis que você pode adicionar nas suas torneiras (ela também é conhecida por muitas cervejarias como Farmhouse Ale).

Torneira 4

Algo barato: Dê preferência para as marcas locais.

Torneira 5

Pilsner

Torneira 6

Porter

Torneira 7

Blue moon. Se você tem um bar para fazer as vontades do público, precisará atender à multidão Blue Moon até um certo ponto. Então escolha com inteligência uma belga ou hefeweizen.

Torneira 8

Session.

Torneira 9 e 10

É inevitável precisar vender algumas IPAs diferentes, gostando ou não. É o que as pessoas querem. E as pessoas são inteligentes! Mas não é recomendado escolher perfis de sabor muito parecidos. Use suas linhas rotativas para apresentar aos clientes IPAs incomuns.

Torneira 11

Chopp local. Escolha chopps artesanais da sua região para ficarem sempre em rotatividade nessa torneira

Torneira 12 e 13

Lager rotativa. Como esse estilo é muito apreciado, você pode manter sempre novas opções nessas torneiras

Torneira 14

Algo de sua escolha e sugestão pessoal. Aqui está uma boa chance de colocar algo sazonal ou frutado. Talvez até uma cidra ou um vinho? Escolha seu chopp favorito e ofereça uma torneira dedicada para isso.

Práticas recomendadas para criar a sua taplist

Você pode usar esse checklist para decidir quais chopps você vai disponibilizar em cada torneira:

  • Uma grande variedade de perfis de sabor (dentro da suas possibilidades)
  • Cervejas acessíveis para quem não tem tanta experiência em tipos de chopp
  • Chopps exclusivos para os amantes de chopp artesanal
  • Ótimas opções sazonais
  • Cervejas que combinam com o menu de comida
  • Algumas constantes para manter os clientes regulares felizes
  • Algumas cervejas da moda
  • Cervejas que são vendas certas

E, finalmente, aqui estão algumas outras maneiras de escolher o seu menu de chopp:

  • Pergunte a seus clientes quais chopp eles querem que tenha nas torneiras.
  • Tenha um diálogo regular com seu distribuidor e verifique sites que trazem as novidades sobre esse ramo para saber o que há de bom no momento.
  • Monitore as vendas de todas as cervejas que você vende – preço e demanda são dois dados importantes para decidir quais futuras cervejas você terá.

Leave a Comment

Pronto para levar seu estabelecimento ao próximo nível?

Nós podemos ajudar.